FUMSSAR aumenta a disponibilidade de medicamentos nos postos

Imagem1

A FUMSSAR aumentou a oferta de medicamentos da sua lista básica. Um trabalho comprometido com muito planejamento e dedicação foi realizado nos últimos meses e resultou na majoração da oferta.

Ademir Rosa diretor da Gestão Estratégico e Participativa explicou que no início foram realizados estudos que detectaram os motivos para as constantes faltas de medicamentos. O diretor destacou que o principal motivo da falta de medicamentos se dava após o processo de compra, pois   em inúmeros casos os medicamentos não eram entregues por diversas alegações dos fornecedores como: solicitações de realinhamentos de preços, reajustes de fretes, desistências por falta de matéria prima, etc. Também a demora se dava por  casos de desistência é necessário o chamamento do segundo colocado e, este ainda tem um tempo para dizer se aceita entregar no preço licitado, assim como às condições para entrega no prazo.

Entre várias ações tomadas como: reuniões com fornecedores, acompanhamento diário, implementação de inventários e indicadores, ainda a FUMSSAR realizou compras emergenciais para suprir as necessidades e medidas cabíveis foram tomadas para normalizar as entregas,inclusive notificando fornecedores. Em 2016 o estoque disponível médio, da lista que é de responsabilidade do município(RENUME) ficou em torno de  54 % e atualmente a média mensal está em 91.7%. A  lista que possui 189 tipos de medicamentos que são distribuídos para 12 mil pessoas por mês usuárias de medicação continua se encontra  disponível no site da FUMSSAR.

Também o setor de estoque da FUMSSAR recebeu melhorias e uma nova organização, bem como a capacitação dos servidores do quadro do setor.

Anderson Mantei  presidente da FUMSSAR ressaltou que são medidas tomadas que irão beneficiar cada vez mais a população usuária do SUS.

 

FUMSSAR irá inaugurar Teleoftalmo

teleoftalmo 2

Mais um serviço de ponta será entregue à comunidade de Santa Rosa e da região na área oftalmológica. O Projeto Teleoftalmo está sendo desenvolvido será desenvolvido numa parceria do Hospital Moinhos de Vento com o Ministério da Saúde, governo do Estado, prefeituras municipais e o TelessaúdeRS-UFRGS, a ação faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

O os exames serão realizados na FUMSSAR, por uma equipe que já foi capacitada  para operar os equipamentos e os dados são enviados instantaneamente para Porto Alegre e analisadas por uma equipe de profissionais. No mesmo instante o resultado dos exames são enviados e entregues ao usuário. O projeto também prevê a confecção de óculos gratuitos se for necessário.

O diretor da Gestão de Planejamento e Participativa, Ademir da Rosa explicou que toda uma estrutura física foi disponibilizada com equipamentos de ponta foi fornecida pelo Hospital Moinhos de Vento.

Para o presidente da FUMSSAR, Anderson Mantei este novo serviço irá ofertar qualidade e também vai reduzir a fila na especialidade e permitir melhor qualidade de vida para a população. “Teremos aqui em Santa Rosa, um serviço com tecnologias avançadas na área oftalmológica” destacou Mantei.

         O ato inaugural está marcado para dia 30 de agosto de 2017 às 10 horas da manhã.

PREGÃO PRESENCIAL 17/2017

PREGÃO PRESENCIAL 17/2017

Objeto: Aquisição de materiais de enfermagem e produtos médicos de uso único para atender a demanda do Centro de Especialidades da Fumssar, para constarem em Registro de Preços

Data Abertura: 31/08/2017 as 08h e 30min

Pregão 17-2017 ARP material de enfermagem

FUMSSAR presente no Congresso de Secretarias Municipais de Saúde

delcio congresso

A FUMSSAR este representada no Congresso de Secretarias Municipais de Saúde 2017, que foi realizado em  Porto Alegre  na semana passada. O diretor da  Gestão da Rede Complementar, Délcio Stefan  participou do evento que teve como tema: “ A Qualidade da Governança do SUS-Autonomia  Local, Pactuação Regional e as Relações Institucionais”.

Também foi realizado  o “ 29º Seminário de Municipalização da Saúde , bem como a realização de nove oficinas  temáticas.  No encerramento do evento dia 10/8 o Conselho Estatual das Secretarias Municipais de Saúde-COSEMS-RS, lançou a Carta de Porto Alegre, fazendo uma síntese do Congresso que teve cerca de 800 participantes divididos entre profissionais de saúde ,lideranças e uma  participação muito efetiva de gestores municipais.

Délcio Stefan avaliou o evento  como de ótima qualidade tendo em vista os temas abordados e os palestrantes e debatedores com ampla experiência e conhecimento nos assuntos abordados.

RCM 002/2017

RCM002/2017 – Roteiro de Atividade de Educação Permanente 11-07-2017 (Clique aqui para abrir)

SEMANA DE VACINAÇÃO DO ADOLESCENTE

vacina

De 21 a 25 de agosto, ocorre em todo o Estado do Rio Grande do Sul, a Semana de Vacinação do Adolescente. A FUMSSAR está intensificando ações de divulgação junto às escolas, alertando sobre a importância da vacinação do público adolescente, avaliando carteiras de vacinação, buscando adolescentes faltosos.

Adolescentes entre 10 e 19 anos deverão atualizar sua caderneta de vacinação, procurando o posto de saúde de sua residência. Salienta-se que estas vacinas estão disponíveis o ano todo, no entanto no período de 21 a 25 de agosto as ações de vacinação estão sendo intensificadas.

Tratando-se de questões relacionadas às imunizações, os pais costumam seguir o calendário de vacinação dos filhos rigorosamente quando são crianças. Porém, depois de atingir os seis anos de idade, momento em que a caderneta costuma ficar completa, muitos deixam de se preocupar com a questão.

Para alguns imunobiológicos, é na adolescência que se encontra a necessidade de realizar doses de reforço, para manter altos níveis de proteção, como exemplo, a vacina contra Tétano (Vacina dT), meningococo tipo C, contra o papilomavírus (HPV), entre outras.

No Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde há um calendário vacinal destinado a adolescentes entre 10 e 19 anos de idade, e as vacinas indicadas são contra Hepatite B, Difteria e Tétano, Febre Amarela, Sarampo, Caxumba e Rubéola, HPV, e a vacina Meningo C contra meningite.

 

Unidade de Saúde Pereira implantou o Projeto Semeando Saúde

semeando

Com o objetivo de humanizar ainda mais o ambiente e promover mais a harmonia, a Unidade de Saúde da Vila Pereira desenvolveu ações, bem como esta desenvolvendo o Projeto Semeando Saúde.

A primeira ação  foi desenvolvida com a pintura de gravuras nas paredes deixando elas com ares de mais alegre e humana. O diretor de Planejamento Estratégico e Participativo, Ademir Rosa explica que as pinturas tornam o ambiente ainda mais acolhedor, uma vez que as pessoas quando procuram uma UBS é porque tem problemas, desta forma  as pinturas fazem as pessoas ficarem mais a vontade.

Já o projeto semeando contribui também com o embelezamento da unidade, pois o pátio da unidade recebeu floreiras coloridas feitas com pneus reciclados, doados pela comunidade  como parte do projeto “ Semeando Saúde”.

O projeto é desenvolvido pela equipe da unidade com apoio da equipe de técnicos de enfermagem da Faculdade Factum (SEG). Nos pneus foram plantadas mudas de flores, chás caseiros, hortaliças e temperos. Esta ação irá retirar materiais das ruas pneus que poderiam tornar se como focos de vetores e pretende trazer benefícios para a saúde de usuários que participam dos diversos grupos de saúde da unidade, aproveitando o espaço disponível no terreno. Os organizadores esperam que no futuro o local se transforme em uma horta comunitária mais ampla podendo beneficiar os participantes com a produção, bem como de que possam dar continuidade em suas residências ocupando espaços  diversos.

semando 3semeando 2 semeando  4